Make your own free website on Tripod.com
 

 

                                    Aparelho Respiratório


O aparelho respiratório serve não somente para introduzir no organismo o oxigênio necessário e expulsar o anidrido carbônico,mas também para eliminar o azoto,a água,o metano e o hidrogênio,que podem se formar no intestino e passar para o sangue.Nessa ação e apoiado pelo aparelho circulatório.
A inspiração e a expiração não se devem a movimentos dos pulmões, que não tem musculatura e respondem passivamente ao se expandirem e encherem a cavidade torácica,mas são resultado dos movimentos das costelas,impulsionadas pelos músculos.
Os movimentos respiratórios são rítmicos.A sua freqüência, no cão em repouso,e de 18 a 20 por minuto e diminui em relação ao aumento de tamanho e da idade do animal.Aumenta,ao contrario,com a digestão,o trabalho,a temperatura,a febre.A ventilação do pulmão se faz por meio do ar recebido e expulsado durante uma respiração normal(de100 a 300 cc no cão,e em torno de 500 cc no homem).O ar complementar e o ar de reserva são respectivamente a quantidade que pode-se ainda introduzir ou expulsar depois de uma respiração normal.
Alem dos pulmões,também a pele contribui para a respiração,pois e permeável aos gases.

CAVIDADES NASAIS

Servem para aquecer o ar e reter grande parte das impurezas.

CAVIDADES PARANASAIS

Também chamadas “seios” ,são cavidades anfractuosas,revestidas de mucosas,que se comunicam de forma direta ou indireta com as cavidades nasais.Servem para aliviar a cabeça,contribuem para aquecer o ar inspirado e formam como uma caixa de ressonância para os sons.

CAVIDADE ORAL

Compartida com o aparelho digestivo,termina na faringe.

LARINGE

Colocada entre a cabeça e o pescoço,parte da faringe e termina na traquéia.Esta formada por cartilagens e revestida de mucosas;a epiglote tem uma armação de cartilagem colocada como uma tampa que se fecha a passagem do alimento da boca ao esôfago e se abre durante a respiração.A mucosa apresenta algumas pregas:as cordas vocais.

TRAQUEIA

E um tubo semi-rigido ,que começa na laringe e termina,uma vez atravessado o pescoço,na cavidade torácica: aqui se bifurca em duas ramificações (os brônquios ).Esta formada por uma túnica, que contem muitas fibras elásticas e entre 42 e 46 laminas de cartilagens em forma de anel não completamente fechado:pela sua rigidez,essas não permitem que a traquéia se achate.

BRONQUIOS

Derivam da bifurcação da traquéia a nível do es paco entre a quarta e a sexta costela:são muito curtos,sobretudo o direito;estão constituídos como a traquéia.

1_ alveolo 2_ rede capiral

PULMOES

Órgãos formados pela arborização dos brônquios,que se subdividem ate formar bronquíolos cada vez menores e terminar em dilatações (alvéolos pulmonares) empilhadas umas sobre as outras.Um cacho de uvas pode dar uma idéia somente aproximada mas muito clara da anatomia do pulmão; a extremidade do cacho e o bronquíolo,e os bagos,os alvéolos.A superfície total dos bagos cheios de ar e notável; como nas paredes do alvéolo esta contida uma apertada rede de capilares provenientes da artéria pulmonar,se verificam melhores condições para a mudança do oxigênio e do anidrido carbônico,provocada pela distinta pressão entre os gases do sangue e do ar inspirado.A relação entre o volume de anidrido carbônico exalado e o volume de oxigênio absorvido chama-se quociente respiratório e, em alguns mamíferos,apresenta os seguintes valores:

Ovelha 0,982 temeiro 0,860
Novilho 0,970 porco 0,850
Cavalo 0,970 -0,913 cao 0,770
Homem 0,866- 0,906 gato 0,770


O quociente respiratório pode variar muito e depende também da alimentação,na medida em que todas as substancias não são oxidaveis no mesmo grau.Aumenta com uma alimentação a base de vegetais,açúcar,etc.Um cão de caca,durante o trabalho,terá necessidade de carne mas também de pão, arroz,açúcar,substancias que “queimam” melhor.Também varia de acordo com a idade,o tamanho, o sexo e o estado de saúde.
Figura esquemática do pulmão.

 

Pulmões

PLEURAS

São duas tênues membranas das quais uma se adere a cavidade torácica(pleura parietal) e a outra ao pulmão(pleura visceral). Entre ambas existe uma pequena quantidade de liquido que umedece as duas paredes e pode aumentar em caso de pleurite.

SEMIOTICA

A observação permite notar a cor das fossas nasais,que devem ser rosadas;também um eventual derrame,ou ocasionais fistulas.A voz pode enrouquecer-se por causa de uma laringite que afete as cordas vocais.A tosse pode ser seca ou úmida,rara ou freqüente,profunda ou superficial ,mais ou menos dolorosa:freqüentemente provoca nos cães,como um fenômeno reflexo(não devemos confundir a tosse como um esforço para vomitar ou como um gemido surdo ).A tosse se produz como conseqüência duma amigdalite,ou de uma laringite,em algumas fases da pneumonite,na traqueite e na bronquite.O exame do tórax permitira notar as variações de freqüência respiratória,que aumenta quando se restringe o campo respiratório,como na pneumonite,no edema pumonar,na pleuresia,nos estados dolorosos durante a respiração por fissura ou fratura das costelas,nas dores reumáticas,envenenamentos,febre,certas enfermidades cardíacas que produzem a detenção da respiração pulmonar e também nas dores em órgãos abdominais: o animal respirara com movimentos mais curtos e freqüentes.A dispnéia se produz quando a respiração torna-se difícil por distintas causas pulmonares, cardíacas,tóxicas e cerebrais.O ritmo respiratório pode variar também no enfisema pulmonar crônico nos cães velhos.

         APARELHO CIRCULATÓRIO


O aparelho circulatório distribui por todo o organismo as substancias nutritivas que este necessita,recolhe os produtos de refugo,transporta o oxigênio necessário para oxidar(isto e:queimar) as substancias que liberarão a energia necessária para a vida e para eliminar o anidrido carbônico.Naturalmente, nessa função também participam outros aparelhos:o respiratório prove o oxigênio e expele o anidrido carbônico;os rins eliminam as substancias solúveis em água; o aparelho digestivo introduz as substancias solúveis em água; o aparelho digestivo introduz as substancias alimentícias,as transforma para que possam ser absorvidas e assimiladas e elimina as substancias inúteis ou prejudiciais.

                              Vermelho : Arterial , Azul : Venoso.

CORACAO

Situado no tórax, entre a terceira e a sexta costelas,e de forma mais globular que no homem.Es ta constituído por três membranas: pericárdio,membrana serosa dupla que o envolve; miocárdio,de tecido muscular; e endocárdio,que o forma por dentro.Um processo inflamatório Dara,respectivamente,pericardite,miocardite,endocardite;pelo contrario,se afeta a todos os estratos,chama-se pancardite.Por dentro,o coração esta dividido em quatro cavidades: a aurícula e o ventrículo esquerdos,aurícula e ventrículo direitos.A sucessão de movimentos, chamados revoluções cardíacas,e provocada pelos nervos vago e simpático.O vago torna mais lentas as batidas,enquanto que o simpático as acelera.Em caso de necessidade,portanto,para tornar mais lentas as batidas do coração e suficiente excitar o vago e deprimir o simpático com medicações adequadas; ao contrario,pode-se acelerar as batidas excitando o simpático ou deprimindo o vago. Aplicando o ouvido na zona cardíaca escutam-se dois ruídos:o primeiro surdo e prolongado,o segundo mais claro e mais curto,separados por um breve silencio:são produzidos pela contração dos ventrículos e a tensão das válvulas.O numero de pulsacoes, no cão sadio e em repouso oscila entre 70 e 80 por minuto nos exemplares de grande tamanho,entre 80 e 100 nos cães de pequeno tamanho e entre 100 e 120 nos filhotes;varia portanto de acordo com o tamanho dos animais e diminui durante o sono,a hibernação e o jejum, e aumenta com as substancias alimentícias, o trabalho, a temperatura (provocada por causas patológicas ou fisiológicas). Para notar o numero de pulsações,alem de apoiar o ouvido na zona cardíaca e contar as pulsações, também pode-se" tomar o pulso" apoiando a mão na coxa com o polegar na parte exterior e o índice e o médio na interior; contam-se, desse modo,as pulsações da artéria femural,que correspondem as batidas do coração, isto e, ao movimento do sangue que e impulsionado cada vez as artérias.A tensão arterial e de aproximadamente 145-170mm no filhote; uns 104mm no adulto.Em geral e difícil medi-la por causa da mobilidade do animal. A velocidade do sangue e de 270 a 350 mm por segundo. A cada batida,a parede torácica levanta-se de maneira mais ou menos visível. Ao apalpar, apoiando a mão aberta na zona cardíaca, se sentira geralmente a batida da direita ou da esquerda; mais forte na hipertrofia cardíaca, mais débil na insuficiência cardíaca, muitas vezes conseqüência de doenças longas e febris como a cinomose. Com a percussão,sentir-se-a se a zona aumentou ou diminuiu segundo as distintas causas. Com a auscultação se ouvirão os tons, a sua forca e intensidade.


ARTERIAS E VEIAS

As artérias tem uma forma cilíndrica e estão formadas sobre três estratos:uma túnica interna; uma intermediaria, muscular e elástica; e uma externa delgada. A medida em que se adelgaçam,perdem a túnica externa e a intermediaria reduzindo-se somente a túnica interna,e se convertem em capilares de poucos microns de espessura. Os capilares, ao reunirem-se e aumentarem de tamanho, formam as veias, também compostas por três extratos. De tanto em tanto estão constituídas de válvulas construídas como "ninhos de andorinhas" que impedem o refluxo do sangue para a periferia. As diferenças mais imediatas entre as artérias e as veias são: as artérias são mais profundas, tem paredes mais rígidas (isto e importante para que, em caso de ferida,as paredes não se afrouxem),o sangue sai delas aos borbotones correspondentes as pulsações no coração,e a cor do sangue e de um vermelho mais brilhante que nas veias,pelo oxigênio que contem.


SANGUE

E um liquido mais ou menos denso e viscoso,vermelho,que contem plasma,glóbulos vermelhos,glóbulos brancos,plaquetas,etc.Em proporção, 1\12 do peso do cão.
PLASMA_ Liquido claro,cor de limão,constituido por água,sais minerais,proteínas,açúcar (ate 2%),enzimas,hormônios,anticorpos,e mais ou menos rico em oxigênio ou anidrido carbônico conforme seja venoso ou arterial;contem materiais nutritivos que devem ser levados as distintas células,materiais de refugo para eliminar e substancias que permitem a coagulação do sangue.Par a que o sangue possa coagular e necessário que uma substancia chamada fibrina e contida no plasma se coloque em sentido obliquo as plaquetas,prendendo nas malhas da rede os glóbulos vermelhos.E o que se chama "crista".
GLOBULOS VERMELHOS_ Também chamados hemácias ou eritrócitos,são pequenas células dicoides,de um tamanho aproximado de 7 microns,que se encontram no sangue numa quantidade de uns 6.500.000 por mm3.Elásticas,ricas em hemoglobina (substancia que contem ferro),a sua particularidade e incorporar e liberar facilmente oxigênio e o anidrido carbônico,base da respiração.
GLOBULOS BRANCOS_ A sua propriedade e a fagocitose,isto e,a capacidade de devorar células.E importantíssima: basta pensar em caso de infecção,na luta dos glóbulos brancos contra os micróbios aos quais devoram e destroem.São maiores que os glóbulos vermelhos,de diferentes tipos e de variada atividade: linfáticos,linfocitos pequenos,monócitos,granulocitos,basofilos,neutrofilos e eosinofilos.No cão existem aproximadamente 9 a 10.000 por mm de sangue.
PLAQUETAS_ Pequenos corpúsculos (500_ 700.000 por mm3) que contribuem, juntamente com a fibrina,para a coagulação sanguinea.



ORGAOS HEMATOPOIETICOS


Hematopoese e a formação dos componentes do sangue: contribuem para isso a medula óssea, o Baco,os gânglios linfáticos,o timo.
SISTEMA CIRCULATORIO_ Do ventrículo esquerdo nasce a artéria aorta,que se divide em artérias cada vez menores com ramificacoes por todo o organismo,ate tornarem-se delgadas como cabelos(capilares). E atraves da sua finíssima parede (poucos milésimos de milímetro) que se produz o intercambio:o sangue proporciona a linfa que alimentara as células e o oxigênio que permitira a oxidação das substancias que devem ser queimadas para liberar a energia; as substancias de refugo e o anidrido carbônico são reabsorvidos para serem eliminados pelos rins(urina) e pelos pulmões (anidrido carbônico). Os capilares confluem para formar as veias,que em geral seguem a arteria correspondente e, aumentando gradativamente,formam as duas veias(cavas) que desembocam na aurícula direita do coração. Da aurícula, o sangue e impulsionado ao ventrículo direito,onde nasce a artéria pulmonar,que chega aos pulmões subdividindo-se em arteriolas cada vez menores,através de cujas paredes se efetua o intercambio nos pulmões: o sangue descarrega o anidrido carbônico recolhido nas distintas partes do organismo como ultimo avanço da combustão ocorrida nos tecidos,e se carrega de oxigênio.As arteriolas se confluem nas veias pulmonares,que desembocam na aurícula esquerda do coração. Ali o sangue recebe um novo impulso das artérias do coração,passa ao ventrículo esquerdo,sai pela aorta e retoma seu itinerário.

SISTEMA LINFATICO _ Este constituído por um complicado sistema de vasos que se originam nos espaços intercelulares e tem por função a renovação constante da linfa. São espaços linfáticos, também,as cavidades articulares,as bolsas serosas,as bainhas dos tendões,as grandes cavidades serosas pleurais e peritonais,a cavidade do olho,etc.Os vasos linfáticos criam,em todos os órgãos,os gânglios linfáticos,isto e,que se reúnem formando um grosso conduto que desemboca na veia cava.


O Mountain's Man tem muito a melhorar, mas o primeiro passo já foi dado.Espero que eu possa ter acrescentado informações e contribuído para o aprendizado dos iniciantes e também dos mais experientes.


Anterior |1|2|3| Proxima

Copyright © 2003 www.mountainsmankennelbrasil.kit.net - Tudo isso faz parte da minha imaginação, nomes, lugares, pessoas, são meramente coincidência. - Todos os direitos reservados.